• Lara Branco

Metodologias Ágeis - vamos entender?

Desenvolvidos, principalmente, para atualizar o ritmo dos processos lentos e burocráticos, considerando e se adequando à velocidade e mudanças do mundo atual, os métodos ágeis, como o próprio nome sugere são um convite para acelerar não apenas o desenvolvimento de software, como qualquer projeto e, ainda, privilegiar a qualidade da entrega.

"A maioria dos projetos ao redor do mundo é concluída com sérios problemas ou, muitas vezes, nem é finalizada."

Os pilares e contornos dos métodos ágeis consideram um movimento de processos incrementais, no lugar de sequenciais [ou cascateados – que dependem da ação A para realizar a ação B], colaboração do cliente, simplicidade, adaptabilidade, feedback constante e equipes pequenas, mas com alto nível técnico.

Em 2001, 17 desenvolvedoras publicaram o Manifesto Ágil que explica o conceito e tem uma sugestão prática materializada em 12 princípios.

Manifesto para Desenvolvimento Ágil de Software

Estamos descobrindo maneiras melhores de desenvolver software, fazendo-o nós mesmos e ajudando outros fazerem o mesmo. Através deste trabalho, passamos a valorizar:

Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas Software em funcionamento mais que documentação abrangente Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos Responder a mudanças mais que seguir um plano

Ou seja, mesmo havendo valor nos itens à direita,valorizamos mais os itens à esquerda.

Princípios por trás do Manifesto Ágil

Nós seguimos estes princípios:

Nossa maior prioridade é satisfazer o cliente, através da entrega contínua e adiantada de software com valor agregado.

Mudanças nos requisitos são bem-vindas, mesmo tardiamente no desenvolvimento. Processos ágeis tiram vantagem das mudanças visando vantagem competitiva para o cliente.

Entregar frequentemente software funcionando, de poucas semanas a poucos meses, com preferência à menor escala de tempo.

Pessoas de negócio e desenvolvedores devem trabalhar diariamente em conjunto por todo o projeto.

Construa projetos em torno de indivíduos motivados. Dê a eles o ambiente e o suporte necessário e confie neles para fazer o trabalho.

O método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para e entre uma equipe de desenvolvimento é através de conversa face a face.

Software funcionando é a medida primária de progresso.

Os processos ágeis promovem desenvolvimento sustentável. Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários devem ser capazes de manter um ritmo constante indefinidamente.

Contínua atenção à excelência técnica e bom design aumenta a agilidade.

Simplicidade--a arte de maximizar a quantidade de trabalho não realizado--é essencial.

As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de equipes auto-organizáveis.

Em intervalos regulares, a equipe reflete sobre como se tornar mais eficaz e então refina e ajusta seu comportamento de acordo.

Depois de se conectar com essas ideias, é muito fácil entender como agilidade pode ser um valor grandioso, tanto na perspectiva empresarial do cliente/contratante, de não perder competitividade por ter que esperar, como de permitir que haja foco e que a responsabilidade seja compartilhada, deixando a equipe mais confiante.

"Há quem diga que a matemática é simples: quando a gente divide, não sobra pra ninguém."

E assim, com um processo de feedback constante, a melhoria é muito mais palpável do que ter que refazer algo porque não houve testes ou trocas no meio do caminho, o que permite melhor qualidade na entrega final, revisão constante de progresso e aprendizado contínuo.

Existem vários métodos chamados de ágeis, para todos os gostos e estilos, sendo um dos mais conhecidos entre os não técnicos - o Scrum, que podem inclusive, se complementar, tais como: FDD - Feature Driven Development, Coad, eXtreame Programming - XP, Microsoft Solution Framework, Scaled Agile Framework (SAFe), Test Driven Development (TDD), SMART, Adaptative Software Development (ASD) e Dynamic System Development Model.

"A ideia é que você entenda que qualquer método é uma ferramenta e você deve escolher a que se encaixar melhor na sua realidade."

O que é mais apaixonante em todos esses modelos é o fato de que tudo se baseia em valores e contratos de atitudes e comportamentos que levam à realização e tem por objetivo vencer qualquer desvio de resultado.

Diferentemente dos métodos clássicas de gestão de projetos, estes trabalham com escopos menos delineados, e potencialmente, mais inovadores, mais flexibilidade e trocam cronogramas por ciclos curtos [sprints] e gestão centralizada por um mediador de uma equipe auto gerenciável.

Os métodos ágeis são a favor da comunicação, da clareza e da visualização. Tudo será exposto para que haja aprendizado e acompanhamento constante.

"Todos os métodos consideram que a gestão de tempo é vital para se adquirir agilidade e assim, prosperar, entregando valor."

Começar e terminar as coisas não é para todos, apenas para quem quer, de fato, e sabe quem RICO MESMO É QUEM TEM TEMPO!

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo